Resenha: O Guia do Mochileiro das Galáxias - Douglas Adams

Título: O Guia do Mochileiros das Galáxias
Autor: Douglas Adams
Editora: Sextante
Sinopse: Arthur Dent tem sua casa e seu planeta (sim, a Terra) destruídos em um mesmo dia, e parte pela galáxia com seu amigo Ford, que acaba de revelar que na verdade nasceu em um pequeno planeta perto de Betelgeuse. Considerado um dos maiores clássicos da literatura de ficção científica, este livro vem encantando gerações de leitores ao redor do mundo com seu humor afiado. Este é o primeiro título da famosa série escrita por Douglas Adams, que conta as aventuras espaciais do inglês Arthur Dent e de seu amigo Ford Prefect. 


O livro O Guia do Mochileiro das Galáxias é, sem dúvida, a obra mais importante da carreira do escritor Douglas Adams.  Sátiras e situações inusitadas são as marcas do livro.  Adams apenas não criou uma verdadeira obra, mas soube fazer uma ficção notoriamente científica contemporânea repleta de humor.

A história começa com a destruição total da Terra por extraterrestres da raça Vogons, que precisam destruir o planeta para que possa ser construído em seu lugar um desvio. Dentre todos os habitantes, apenas um sobrevive: Arthur Dent, que foi salvo por seu amigo Ford Prefect, um alienígena de Betelgeuse. Durante 15 anos, Ford, ficou na Terra para realizar uma pesquisa para um livro chamado Guia do Mochileiro das Galáxias, uma obra que ensina tudo a um viajante sobre o universo.

Os dois se abrigam em uma nave dos Vogons depois da destruição, pois Ford sem querer pede uma carona para os cozinheiros que estavam na nave, os Dentrassi. Descobertos, são expulsos e jogados na imensidão da via láctea onde o vácuo é grande o bastante para matá-los em segundos. Porém, são salvos pela nave Coração de Ouro, que fora sequestrada e acaba sendo comandada por Zaphod Beeblebrox, o atual presidente da galáxia, e com a sua companheira, uma terráquea, Tricia Mcmillan.

Mas por pura coincidência Ford e Zaphod se conhecem, pois são primos para sorte dos dois.  Assim, Arthur e ele conseguem seguir viagem no Coração de Ouro em busca de um planeta mítico, há muito tempo desaparecido, Magrathea. Depois disso, situações interessantes acontecem com o grupo, que conta com um robô depressivo chamado Marvin - em minha opinião, o personagem mais engraçado de todos os tempos - que se isola por ter mais inteligência que os outros. 

As situações criadas pelo autor são realmente inacreditáveis. O humor picante de Adam está presente em todas as linhas do livro e suas metáforas usadas para expressar suas criticas do nosso dia a dia acabam se tornando hilárias. Utilizar o nosso universo, nossa rotina e tudo mais de uma forma completamente revolucionária é a marca de Adams. Assim, Arthur e os outros acabam cruzando a galáxia, procurando a resposta para a pergunta fundamental da Vida, o Universo e Tudo mais.

Uma trama aparentemente louca, o autor constrói uma história engraçada, original e bem envolvente para os amantes da ficção.  Afinal, quem poderia questionar a originalidade de um homem que conseguiu afirmar que 42 é a resposta fundamental da vida, do universo e tudo mais?

Diálogos bem elaborados, uma estrutura boa e uma leitura bem agradável, estão presentes do livro, que é o primeiro de uma trilogia de cinco volumes. Particularmente gostei bastante do livro, tem algumas partes monótonas, mas nada que deixe o livro chato. É indispensável para aqueles que curtem uma boa ficção e com alusões bem divertidas. 

15 comentários:

  1. Haha!

    Gostei bastante da série!E só depois de um século de ter lido os livros, assisti hoje ao filme. Marvin é muito fofo no livro, mais do que no filme (não acho que ele se isola por ter mais inteligência que os outros, ele apenas é um protótipo de personalidade, só que de uma persoalidade depressiva. A parte que ele cita ter mais inteligência que os outros foi por ter achado a terefa que lhe incubiram de receber os dois caroneiros muito abaixo do seu nível). :P

    Samantha Monteiro
    Word in my bag.

    ResponderExcluir
  2. adoro essa série. douglas é um genio!

    ResponderExcluir
  3. Uma série que ganhou até um dia especial, o do Orgulho Nerd, com certeza merece ser lida!
    Adorei sua resenha, Igor, está muito bem escrita!
    Tenho muita vontade de ler os livros, é bom saber que, apesar de algumas partes monótonas, há humor e boas metáforas na história!
    Beijos!
    P.S: Você viu meu email?

    ResponderExcluir
  4. Resenha ótima! Me parece ser uma ótima série, adoreria ter a oportunidade de lê-la! ^^

    Beijo
    aritmeticadasletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Estou louca para ler essa serie, já até arranjei esse 1º livro.
    Já ouvi comentários que é hilário, e junto com o seu, a minha curiosidade só aumentou.
    BJ!

    http://amigasentrelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Indiquei três memes para você responder!
    Se puder (e quiser) o link é este:
    http://musicaselivros.blogspot.com/2011/09/memes-d.html

    Beijos:*
    Natalia.
    http://musicaselivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Oi
    Já li algumas resenhas positivas desse livro, relamete esta série promete!
    Parabéns pela resenha está muito boa.
    Beijos.

    Books e Desenhos

    ResponderExcluir
  8. Como já tinha dito na sua Caixa de Correio, nunca li este livro. Mas tenho tanta vontade! Sua resenha me deixou com mais ainda, só vejo gente falando bem do livro!

    Beijos,
    Abrigo Literário.

    ResponderExcluir
  9. Sempre fujo desse livro , mas a sua resenha mudou meu pensamento... Submarinooooo preciso de uma promoção urgentee! Otima resenha ")

    ResponderExcluir
  10. Essa série é mesmo excepcional! Adorei os 3 livros que li e com certeza lerei os próximos dois! Soube que tem um sexto escrito por outro autor mas com certeza não é a mesma coisa, afinal não é Adams, né? ^^

    Esse 42 já deu muito o que falar, mas qual era a pergunta mesmo? rs

    Não dá vontade de parar de ler, e concordo que o humor irônico do autor é a melhor coisa de todo livro! Sem dúvida vale muito a pena!

    [Ótima resenha! Beijos

    ResponderExcluir
  11. Já considero o Guia do Mochileiro um clássico literário por tudo isso que você referenciou em sua resenha (que, por sinal, eu adorei!).

    A escrita de Adams é magnífica por sua simplicidade e por conseguir misturar elementos da ficção científicas com as coisas do cotidiano.

    É uma série de livros que adoro, apesar de ainda faltar dois volumes para eu terminar de ler a coleção.

    Bem, adorei conhecer o blog. Abraço!!!

    Restaurante da Mente

    ResponderExcluir
  12. Te indiquei para um meme lá no blog :)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Eu adorava o filme. Não parava de ver e quando passava na TV ficava vendo e me divertindo. Ai descobri nesse ano que tem um livro, então fiquei bastnate curiosa para ler. Eu quero muito esse livro e acho que me divertirei bastante com a leitura. :)
    Adorei a resenha!
    Beijos ;*

    Ana Carolina
    http://loucospor-livros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Esse livro há tempos já está na minha lista de leitura.
    Boa resenha, simplesmente adorei.

    você se baseou nas informações da orelha?

    Na verdade, claro que não. Dá para perceber. Eu também escrevo assim. E que bom saber que existem mais blogs que realmente fazem questão de criar uma resenha mais analisada e não apenas saber que "o livro te prende na leitura ou não".

    att
    Nícolas

    http://braunne.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Tenho a série toda, mas é tanto livro que estou lendo que ainda não acabei o primeiro!

    Mas o pouco que li, gostei muito, um livro muito agradável de ler.

    Marcella Jordanna - Letras de Chá
    http://letrasdecha.blogspot.com/

    ResponderExcluir

 
Layout desenvolvido e editado por Igor Gouveia